A redução dos resíduos gerados pelos humanos, parte 2!


Bom dia!

Com o enorme número de acessos a postagens sobre a redução dos resíduos gerados pelos humanos!

Resolvi, explanar mais sobre este assunto, que por muitas vezes não é tão impactante mas, que está coligado com o nosso dia a dia.

Vejamos, que no Brasil a produção de lixo(resíduos) é monstruosa, se começarmos a olhar para o que descartamos ao longo do nosso dia, vamos ver que a proporcionalidade excede ao de um País que busca a preservação ambiental e o equilíbrio.

Minha professora falava na época de faculdade, que quando foi visitar uma amiga na Alemanha, levou o seu filho pequeno que ainda usava fraldas. E com o excesso de fraldas descartadas, a casa da família onde ela estava hospedada foi multado sobre o excesso de lixo. 
Logo ela teve que mudar a rotina, para ter que se adequar a essas regras.

Voltando ao Brasil, quando compramos qualquer coisa no Supermercado, uma bolacha. Muitas delas vem com diversas embaladas, sobrecarregando tanto na poluição, quanto no custo do produto.


Entendimentos doutrinários:

Ressalta-se que essa sociedade contemporânea de consumo se caracterizou na percepção do distanciamento entre o ser humano e a natureza. Ou seja, não é percebido pelo consumidor todo o ciclo que envolve suas ações e os recursos naturais. Isto ocorre, também, porque, os serviços mais elementares do dia-a-dia são fornecidos por terceiros, acarretando no afastamento da sociedade por completo das formas de produção e de suas conseqüências, especialmente no meio ambiente. Devido a este distanciamento, a sociedade não se sente responsável pelos riscos advindos de suas escolhas, pois, ao receber tudo pronto, “não vê as fases da degradação ambiental causada pelos produtos que quer consumir e pelo seu estilo de vida, distanciando-se, assim, da própria responsabilidade como poluidora e destruidora da natureza” (DINNEBIER, 2010, p. 391).












Comentários

Postagens mais visitadas